Ter um carro pode ser luxo para uns, mas necessidade para outros. Independentemente do caso, economizar nos gastos que um veículo traz, sempre é uma boa pedida. Em se tratando de frotas, economizar combustível é ainda mais imprescindível e pode tornar-se um grande desafio. Assim, a fim de ajudá-lo a economizar combustível e dinheiro com a sua frota, vamos elencar dois pontos que fazem toda a diferença quando o assunto é economia.

At the gas station.

1. Manutenção dos carros em dia

A primeira dica é a manutenção do carro. Além de garantir a segurança de motoristas e passageiros, ela é fundamental para a economia do combustível. As velas, os filtros de combustível, o filtro de ar do motor e o óleo devem sempre estar dentro do prazo correto. Outros pontos importantes de serem mantidos em dia são:

  • Calibragem dos pneus: a calibragem ajuda a não forçar o motor, evitando gastos extras de combustível. O ideal é que seja feita a cada 15 dias.
  • Alinhamento e Balanceamento: pneus irregulares podem aumentar o consumo de gasolina em até 10%, uma vez que o motor precisará trabalhar mais para movimentar o veículo. Uma boa dica, além de manter o carro com a revisão em dia, é o rodízio entre os pneus dianteiros e traseiros.

2. Motoristas treinados

Ao se tratar de uma frota de carros ou caminhões, é fundamental ter motoristas treinados, uma vez que eles também são responsáveis pela a economia de combustíveis. Pois a condução influencia diretamente no consumo, assim, lembre-os de que se deve:

  • Evitar arrancadas ou freadas bruscas: essas atitudes forçam o motor, pois ele precisa trabalhar mais para tirar o carro do estado de inércia. Além disso, o sistema de frenagem do veículo é prejudicado com as freadas, ou seja, duplo gasto que pode ser evitado. Acelerar demais para colocar o carro em movimento também não é recomendado. Isso porque a injeção eletrônica levará mais combustível do que o necessário ao motor, por conta do súbito aumento de potência.
  • Não andar em ponto morto e não ultrapassar os limites de velocidade: no sistema de injeção eletrônica existe sistema de Cut-Off, ou seja, quando ele percebe que o carro está em desaceleração e por volta de 1500 a 2000 giros, corta o fluxo de combustível e isso funciona para qualquer marcha, contanto que esteja nessa faixa de giros, lembrando que isso pode variar de carro para carro. Quanto aos limites de velocidade, é uma dica para condução nas cidades. Além de, obviamente, ser perigoso e gerar multas, conduzir acima de 100 km/h eleva o consumo de combustível
  • Manter os vidros fechados e evitar sobrepeso: andar com os vidros fechados é importante, pois o contrário cria resistência e influencia na aerodinâmica do carro, provocando mais esforço do motor, o que gera mais consumo de combustível, o mesmo vale para a peso extra no caso.

Pode-se perceber que existem diferentes formas de economizar combustível. Esses são só dois pontos básicos a serem atentados por donos de veículos em geral, sobretudo, gestores de frotas. Há ainda outras atitudes a serem implementadas como a otimização das rotas, procurando caminhos cujas vias possuam menos semáforos e trânsito. Uma dica extra é investir no controle dos veículos. Por meio de dados recolhidos de sistemas de gestão de frotas, é possível identificar se há consumo excessivo do combustível e qual a causa desse consumo, podendo assim sanar o problema.

Join This Conversation